domingo, março 12

david burdeny


Hoje visitei-me em memórias. Tempos sem retorno, onde, em crianças, nos aventurávamos sem receio do que a seguir viesse. Entre risos e quase lágrimas, as palavras eram amenas e excelente a companhia. Reflectia-se nos nossos olhares o brilho da nossa infância. Só o final da tarde nos trouxe o pôr-do-sol. Escureceu e recolhemo-nos nas nossas vidas.

2 Comments:

At domingo, 12 março, 2006, Blogger Mikael said...

Tenho saudades do meu tempo de criança.

Bons tempos em que podia ser e pensar o que quisesse e a única preocupação que tinha na vida era não chegar a casa com a roupa (muito) suja.

Hoje é diferente a minha preocupação é pensar e ser o que quero sem sujar(muito)a minha vida. Isso e saber o que vestir amanhã...

 
At quarta-feira, 22 março, 2006, Blogger vadiano said...

saberes o que queers vestir amanhã... isso deve ser diabolico...

 

Enviar um comentário

<< Home