quarta-feira, junho 11

da paixão de há séculos ou do devir amor

Hoje amo-te. Amanhã direi que não sei, não porque não sinta que te ame mais ainda, mas porque quero tão-somente ser mais verdadeiro. Alimento-me de incertezas. Sinto-te dentro, vísceras e carne entranhadas. És por dentro também, e do meu sangue. Ontem não pensei amar-te tanto. Hoje, na tua ausência, incompleto-me.

4 Comments:

At sábado, 14 junho, 2008, Blogger Rafaela said...

É verdade, teriamos feito dele "o grande livro". E a ideia do café é óptima, quando estiver para vir a coimbra avise... Andaremos sempre por aqui na blogosfera. Eu e a Sara mais do que a Guida, mas mesmo assim cá estaremos partilhando experiência com o mundo!

*

 
At domingo, 15 junho, 2008, Blogger pinili said...

Olá.
Como não poderia deixar de ser, a Rafaela já fez o favor de comunicar que "ah e tal, o stor comentou", e, portanto, já li o comentário que deixou no blog dela. Também como não poderia deixar de ser, a minha opinião vai ser deixada: Gosto da ideia do café para quando estiver por esta zona.
Para além disso, também não posso deixar de concordar com a Rafaela quando ela diz que um 11º e 12º com o stôr teriam sido outros anos. Verdade seja dita, nós gostávamos mesmo das suas aulas, e tínhamos uma aprendizagem combinada com gosto por ela fora do comum.
Embora não tenha deixado de aprender o que tinha de ser aprendido, e sempre com gosto, havia o célebre comentário que aparecia de vez em quando, vindo de uma de nós: " Oh, devíamos era estar a ter aulas com o stôr Eduardo, isso sim..."

Por último, tenho a dizer que tenho acompanhado os seus textos no blog, sempre com um gosto enorme pelo que escreve...

até qualquer dia *

 
At quarta-feira, 18 junho, 2008, Anonymous Alguém que te admira muito... said...

Com o meu canto eu quero lhe encantar
L' embalar com o meu som, embriagar
Fazer você ficar feliz, cantarolar
La la la la, La la la la , La la la la.

Capitando a energia,
desse seu la la la la la,
sigo a filosofia que é bom receber e dar.

Eu quero dar, Eu quero dar, Eu quero dar
E receber, E receber, E receber
Fazer, Fazer, Me refazer fazendo amor
Sem machucar seu coração sem me envolver

Mas se você se apaixonar,
me quiser numa total,
vai ter que ficar comigo
coladinho ao meu umbigo
de maneira a visceral.
Vou expor minha entranhas
lhe darei muito prazer,
e bem prazerozamente
vou abrir mão dos meus sonhos
para viver só com você.


Ao som de Martinho da Vila e Katia Guerreiro
http://www.youtube.com/watch?v=cHXY2YYxB_o

 
At sábado, 05 julho, 2008, Blogger schumaniano said...

¡Cuánta razón tienes en lo que escribes! Un saludo y a ver si coincidimos de nuevo por la red.

 

Enviar um comentário

<< Home