segunda-feira, janeiro 1


Olho para o céu nublado sem estrelas e sinto-me pequeno. Hoje. Ontem pude imaginar que, sem distância, as estrelas são o que de mais pequeno existe e me rodeia nesta cidade. Também tive os meus amigos. Mas esses são grandes!

Que este novo ano nos permita ser grandes, por momentos que seja...

3 Comments:

At quarta-feira, 03 janeiro, 2007, Blogger Gaja Boa 2 said...

Isso mesmo amigo!!! sempre grandes
bjs bons

 
At quinta-feira, 04 janeiro, 2007, Blogger Fallellitah said...

BOM ANO!!!

 
At sábado, 06 janeiro, 2007, Anonymous Vasco said...

Gostei do teu regresso ciberespacial. O brilho das estrelas longínquas faz-nos sempre sonhar e acreditar em dias melhores. Ora somos pequenos, ora somos grandes. Como as estrelas! Abraço e bom ano.

 

Enviar um comentário

<< Home